Top

Criar equipe de acordos ou contratar plataforma de negociação? Entenda as diferenças!

Certamente não há uma resposta pronta como uma fórmula mágica para os escritórios e departamentos jurídicos que precisam tomar essa decisão. Porém, antes de destacar cada uma dessas estratégias, há alguns pontos que estão cada vez mais claros para a gestão desses processos, sendo um deles, a celebração de acordos na mesma escala em que as demandas ingressam no Poder Judiciário. Essa se mostra como a melhor solução para redução do tíquete médio, redução de provisão e, consequentemente, no encerramento dos processos.

 

Outro fator de suma importância para iniciar eventuais campanhas de acordo, é a verificação prévia de uma minoria de advogados que criam “demandas artificiais” e, em algumas situações, até mesmo “fraudulentas”, criando um perigoso precedente. Nesses casos, a empresa, juntamente com seus procuradores, precisa demonstrar para o Magistrado os elementos nos autos que comprovam tais desvios de comportamento.

 

Agora vamos falar sobre as vantagens de cada uma dessas estratégias! Será que elas podem seguir de mãos dadas?

 

Equipe de Acordos

 

Ter um grupo focado nessas ações dentro da empresa ou escritório é de extrema relevância para o real alcance das metas de acordo que estão cada vez mais agressivas. Diante da nossa formação acadêmica e da rotina dos advogados, sempre serão priorizadas atividades tidas como “mais importantes”, tais como, fazer aquele prazo cabuloso, despachar uma liminar, acompanhar os resultados da pauta de audiências,  responder aquele e-mail do gestor… ou seja, o dia acabou e não foi possível se debruçar na melhor estratégia para alavancar esses resultados.

 

Assim, contar com uma equipe específica para atingir esses resultados, certamente é a melhor estratégia. Inclusive para alcance de metas estabelecidas nos KPI’s (Key Performance Indicator).

Nas empresas, por exemplo, é primordial a criação de uma boa e responsável política de acordo, levando em consideração o desembolso financeiro que ações repetitivas impactam na empresa. Dentro disso, outros fatores são:  a criação de um grupo para analisar eventuais casos que fujam da regra, e em algumas oportunidades, flexibilizando tais propostas; envolvimento das demais áreas da empresa para contribuir com esse resultado, e por fim e o mais importante, criar o relacionamento com o Tribunais de Justiça e estreitar a relação com os Magistrados.

 

O Poder Judiciário é um importante aliado no alcance de bons resultados de acordo, afinal, ainda é o principal canal para as partes resolverem suas disputas. Demonstrar para o Poder Judiciário que a empresa considera esse assunto algo estratégico, estabelece de fato, importante parceria para fomentar a cultura do dialogo.

 

Plataforma de negociação

 

Agora que iniciamos uma cultura do dialogo, fica cada vez mais nítido que as empresas busquem a celebração de acordos através de políticas responsáveis. Esse movimento, culminou na inserção no “mindset” dos gestores acerca da importância dos acordos nos departamentos jurídicos e a necessidade de sua celebração na mesma proporção em que as demandas entram em todo Brasil. Certamente o uso da tecnologia é importante aliado para esse fim de forma escalável. As empresas e startups que atuam com o conceito ODRs (Online Dispute Resolution) surgiram “a partir da necessidade de criação de uma nova modalidade de resolução de conflitos que se desenvolvesse puramente online”.

 

O grande benefício em tirar o protagonismo do Poder Judiciário em resolver conflitos já foi mencionado: celeridade, preservação das relações, comodidade e diminuição de custos. Uma plataforma de negociação pode fechar um acordo em minutos, ao passo que, na Justiça, espera-se quase 6 meses por uma audiência de conciliação.

 

Nos últimos anos empresas como o Acordo Fechado, utilizando o modelo ODR (Online Dispute Resolution), resolveram milhares e milhares de disputas. Nós, por exemplo, em poucos anos já tratamos mais de 100 mil processos e já foram movimentados em transações via plataforma mais de 400 MM!!

 

Ou seja, as plataformas demonstram-se como forte aliado no alcance de um bom resultado, de forma escalável e com baixo custo, sanando toda necessidade que o escritório ou departamento jurídico possuir nessa frente.

 

Ademais, a plataforma não tem apenas como objetivo ser uma ferramenta de contatos, automações e gestão, mas muito além disso, contribuir na construção de uma solução colaborativa, envolvendo a equipe de advogados, a implementação de uma nova cultura e resultados fantásticos. Assim, contando com uma equipe de advogados especializados e todo aparato tecnológico, aumentando a eficiência e produtividade, o Acordo Fechado certamente é a melhor forma para construir a melhor estratégia para alcance de resultados para empresa e escritório.

 

Como dissemos no início, não há fórmula mágica, mas acreditamos que a melhor solução para alçar vôos altos em se tratando de acordos, sem irresponsabilidade, são as duas estratégias seguirem de mãos dadas!

O uso de uma ferramenta adequada somada a uma nova política de acordo, resultam em um excelente resultado para a companhia. Alertamos, porém, que o uso da plataforma não deve ser apenas como ferramenta, mas sim um braço da Empresa ou do Escritório, a partir do momento em que conta com uma equipe especializada de advogados, participando do processo de negociação, contribuindo com a melhor estratégia e focados no melhor resultado.

 

Por fim, aproveitando a massa crítica gerada de informações na plataforma de negociação para auxiliar na montagem da nova política de acordo para os anos subsequentes. Certo é que não tem felicidade maior do que um cliente satisfeito e com suas metas superadas!

 

Se você ainda não utiliza essa tecnologia, que tal conhecer melhor?

 

Autor:
Rafael Dias de Carvalho da Silva
Sócio e co-fundador do Acordo Fechado

Share
No Comments
Add Comment
Name*
Email*
Website